• A maior movimentação social de todos os tempos
     
      http://stephi.net.br/v1/?p=280
  • Evernote Food
     
      http://stephi.net.br/v1/?p=277
  • Uma nova rotina
     
      http://stephi.net.br/v1/?p=271
  • Um mural online para compartilhar suas imagens, fez do Pinterest o centro de atenções dos usuários
     
      http://stephi.net.br/v1/?p=262
  • A consolidação do mkt digital
     
      http://stephi.net.br/v1/?p=254


Últimos Posts

Arquivo para » junho, 2011 «

O cv preso na década de 90

Faz parte do meu dia a dia analisar currículos e cartas de apresentações e fico intrigada com a quantidade de cv’s que recebo que parecem ser da década de 90 (tanto na apresentação, quanto no conteúdo). É impressionante como existe falta de bom senso, clareza e de modernidade nos cv’s e isso não se restringe ao publico mais “maduro”. Tem muita gente nova que não tem a menor idéia de como colocar as suas atribuições e objetivos de maneira direta e vendedora num cv. Hoje os tempos mudaram, a convergência de mídias é cada vez mais presente e hoje vejo que mais do que o Word o cv precisa conter também um link para o blog, o perfil no twitter, o perfil no linked in e dependendo da área o link para o portfólio de atividades do profissional. Precisão e objetividade continuam como valores necessários aos bons currículos e como isso esta em escassez nos conteúdos, pontos são considerados a favor, As redes sociais estão aí com aplicativos e funcionalidades para tornar a sua “presença virtual” mais interessante e redundante. Utilize-as sabiamente, hoje com uma única busca no Google temos toda a presença e reputação virtual de uma pessoa. Se a sua não estiver muito boa, seu cv precisa ser uma forma de cobrir essa lacuna ;)

Setor financeiro de olho nas redes

Hoje um assunto no jornal me deixou ainda mais intrigada sobre a influencia das redes sociais. A matéria fala sobre “Corretora busca clientes em redes sociais”.
Intrigante, porque há esse novo segmento , instituições financeiras (corretoras e bancos), esta divulgando produtos e serviços e ao mesmo tempo aferindo a recepção dos seu publico.
A visão comum seria pensar em empresas de varejo e consumo utilizando essas novas plataformas como ferramentas de marketing.
Com o crescimento do uso das redes, outros segmentos começam a apostar as fichas e começar a investir com a estratégia de aumentar a interação e aumentar o nível de informação dada e recebida de novos clientes. Inovações como o uso de aplicativos no Facebook e compartilhamento das informações com seus amigos, fazem sucesso e geram uma aproximação com o publico. Considerando que a essência da redes social é justamente compartilhar o que vc esta fazendo, vejo que eles estão no caminho certo. Você não usa a mídia social para vender um produto e sim para esclarecer e gerar relacionamento com seu publico, humanizando essa percepção marca- cliente ;)

Consumidores unidos, jamais serão vencidos

A nova moda de quem trabalha com midias sociais é falar em Social Commerce e pode ser traduzido como “Aproveite as mídias sociais e venda” . A prática une as lojas virtuais às ferramentas de mídia social com o objetivo de usar troca de informações sobre produtos, marcas e serviços entre amigos.

No Brasil, surgem iniciativas nas empresas HP e Drogaria Onofre. No caso da Onofre a loja virtual de esmaltes permite deixar dicas relacionadas ao assunto e ver todos os comentários postados no Twitter . A HP por sua vez lançou uma loja virtual no Youtube , onde alem de comentar sobre os seus produtos é possível encontrar vídeos explicativos.

O Social Commerce pode ser aplicado de várias formas permitindo que o cliente sinta-se mais seguro ao comprar, basta que as empresas saibam usar as ferramentas de mídia com o objetivo de venda. um caminho sem volta, onde o poder de compra esta nas mãos do consumidor.
Mais informações vale consultar ess blog