Cupons perdendo o folego

A Vivo anunciou hoje seu serviço de compras coletivas via celular. O serviço é o primeiro do gênero de uma operadora no Brasil. O usuário recebe ofertas por SMS e MMS e pode fazer compras por meio de um site móvel do tipo WAP e de um portal de voz. Enquanto temos novidades aqui na terrina, nos EUA alguns desses sites começam a perder o fôlego.
A oferta pública inicial do Groupon foi adiada repetidas vezes devido ao tumulto nos mercados de ações e a erros internos da companhia. Seus executivos dizem que a abertura de capital está a caminho, mas analistas afirmam que talvez não aconteça. Como o Groupon, dezenas de sites similares estão fechando as portas, se reformulando ou participando de fusões. Quando será que aqui na terrinha os “cupons” deixarão de ser novidade? Não sou pessimista, mas acredito que esse mercado de compras coletivas já atingiu o topo da curva de crescimento e não vá durar mais que 2 anos. Afinal não é sustentável. O lado bom é que muitas empresas aprenderam que ofertas funcionam e que, as vezes, mais vale ganhar no volume do que ter um estabelecimento caro e vazio.

Deixe uma resposta

(obrigatório)

(opcional)